Prefeito e Vice

Nilson Geraldo Ladeira

Prefeito de Coimbra

NILSON GERALDO LADEIRA, filho de Maria Aparecida de Araújo Ladeira e de Geraldo Alves Ladeira, nascido em 28 de abril de 1963 na cidade de Coimbra, teve sua carreira profissional com grande peso, nosso querido vice prefeito trabalhou por 34 anos no banco HSBC, onde adquiriu uma grande experiência na área administrativa.
Pai de Rafaela Inês de Souza L. Aza, Rejane Tereza de Souza Ladeira e Rômulo Geraldo de Souza Ladeira, casado com a Srª Maria Terezinha de Souza Ladeira, Nilson participa intensamente das atividades paroquiais, além de ser Ministro da Eucaristia, assim, tendo contato direto com a comunidade coimbrense.
Em 2016, Nilson ganha as eleições políticas ao lado de Diquinha, e se torna vice prefeito de Coimbra, tendo como objetivo principal durante todo seu mandato, fazer uma boa administração e trabalhar por direitos iguais para cada habitante do município.

No dia 13 de abril de 2020, conforme decreto municipal 51/2020, a prefeita Prefeita Maria Raimunda divulga Carta de Renúncia.

Venho trabalhando em prol do município, deixando que o meu passado fale por minhas atitudes daqui pra frente. Com certeza com a seriedade dos trabalhos a serem desenvolvidos, deixaremos um Coimbra melhor, mais humanitária. Fui designado para uma tarefa maior que será de servir ao povo.

Nilson Geraldo Ladeira

Maria Raimunda dos Santos Martins (DIQUINHA)

Ex-prefeita de Coimbra

MARIA RAIMUNDA DOS SANTOS MARTINS (DIQUINHA), filha de José Borba e Matilde Patrício, nascida na cidade de Felixlândia, em Minas Gerais no dia 30 de maio de 1958, desde sua juventude, Diquinha sempre se preocupou em atender as necessidades da população menos favorecida, conheceu seu futuro esposo, o Sr. Oswaldir Martins em sua cidade natal, casando-se e vindo morar em Coimbra, onde começou intensamente seus trabalhos sociais.
Desde os anos 90, no início da carreira política de seu esposo, Diquinha esteve a frente de campanhas sociais em benefício aos moradores da cidade, onde se tornou amiga do povo. Em 2016, Diquinha resolve se candidatar a prefeitura da cidade, com o objetivo de atender as expectativas dos coimbrenses, e assim abraçar a causa e contribuir para o desenvolvimento do município, católica, mãe de Fabrício dos Santos Martins, Flávio Antônio dos Santos Martins, Ana Clarice dos Santos Martins e Cássio Vinícius dos Santos Martins, sempre valorizou os direitos da família.
Diquinha espera tornar Coimbra uma cidade bem estruturada, e vendo no povo coimbrense que sua missão como prefeita foi cumprida.

“O sentimento hoje é de gratidão!”. É assim que a prefeita Maria Raimunda dos Santos Martins, a Diquinha, resumiu o momento vivido no dia 13 de abril, com a divulgação de sua carta de renúncia ao cargo do executivo municipal.

“Foi uma decisão extremamente difícil”. Segundo ela, não foi fácil tomar uma decisão tão importante como essa, afinal, foi eleita pelo povo para assumir um dos cargos mais importantes do município, o de governar a cidade por 04 anos. E durante três deles, Diquinha desempenhou suas funções com muita hombridade e seriedade, conquistando inúmeros resultados positivos.

Nos últimos meses, enfrentou muitos momentos turbulentos, como a enchente no início do ano que destruiu diversos pontos da cidade e a falta de recursos vindo do governo federal e estadual dificultou ainda mais a reconstrução do município. “Nem sempre as nossas ações e objetivos acontecem no ritmo que desejamos, considerando a rigorosa observância das leis e normas de controle impostas ao gestor, que por vezes frustram as expectativas de agilitar os processos”, desabafou a prefeita.

O atual momento de incertezas e dificuldades vivenciado em todo o mundo, trouxe novos desafios para a administração municipal e essas preocupações afetou diretamente sua saúde. “Alguns episódios têm afetado de maneira drástica a minha pessoa, causando desgaste físico e mental, resultando em complicações de minha saúde, algo que vem se tomando cada vez mais intenso”, explicou.

Após o apelo cada vez mais frequente de familiares e pessoas próximas, a prefeita considerou que o momento exige um enfretamento forte de seu gestor. “Com muita humildade e lucidez, venho comunicar a minha renúncia. Tenho absoluta convicção que o vice-prefeito Nilson Geraldo Ladeira, com o corpo de servidores, dará continuidade aos trabalhos em andamento e tornará realidade os importantes projetos para o bem do nosso povo”, completou Diquinha.

Em sua carta de renúncia, Maria Raimunda fez questão de agradecer a todos pelo apoio. “Ao povo de Coimbra só tenho a agradecer pela confiança e pelo carinho. Rogo a todos que compreendam este momento de decisão. Meus sinceros agradecimentos a Deus, minha família e também a toda equipe que me ajudou a governar e aos servidores municipais, sem os quais não poderia haver bons serviços e obras para a população, tendo dedicado seu tempo e seus esforços sempre pensando no bem da nossa gente”. Por fim, a prefeita pediu a união de toda a equipe da prefeitura para superar os desafios. “Peço que continuem trabalhando unidos e com afinco em prol do povo coimbrense. A tolerância, o perdão, a parceria, o companheirismo, a seriedade e, acima de tudo, a honestidade são fundamentais em qualquer empreitada, principalmente na condição em que se administra o bem público e que Deus proteja a todos nós”, finaliza Diquinha.

Maria Raimunda dos Santos Martins (DIQUINHA)